UMA ALTERNATIVA PARA O LINUX EDUCACIONAL

A equipe VOLUNTÁRIA do Setor de Tecnologia da Informação da Escola José Bonifácio surgiu do encontro de funcionários públicos entusiastas no Sistema Operacional Linux com a carência de pessoal qualificado na área para dar suporte e manutenção aos computadores distribuídos pelo Governo Federal para as salas digitais.

Os projetos, aqui desenvolvidos, só foram possíveis graças ao apoio da Direção da escola que deu seu primeiro passo informatizando a Biblioteca da escola no ano de 2015 – www.escolajb.inf.br/Biblivre5 – com tecnologia totalmente livre desenvolvida pelos membros do STI e que, mais tarde, foi reconhecida pela equipe desenvolvedora do Sistema de Biblioteca Biblivre ( http://www.biblivre.org.br ).

A primeira publicação da Escola JB da sua “alternativa provisória” para os computadores multiterminais das salas digitais foi feita no site https://discourse.c3sl.ufpr.br/t/multiterminal-ativacao-no-ubuntu-16-04-lts/29/47 . Entretanto, verificamos que apesar de o Linux Educacional 6.1 ter sido lançado pouco tempo após essa publicação, alguns usuários continuaram baixando essa “alternativa provisória”.

É importante ressaltar que o trabalho, aqui apresentado, foi baseado no código aberto de Laercio Souza (Mogi das Cruzes - SP), portanto, é uma adaptação alternativa ao sistema Oi-Lab que também foi utilizado no Linux Educacional 6.1.

A Escola JB, dentro de uma postura democrática a qual o Software Livre também pertence, preferiu continuar adotando a solução desenvolvida pela equipe do STI para a sala digital ao invés de migrar para Linux Educacional 6 ou 6.1.

Dessa forma, foi dada continuidade na atualização e aperfeiçoamento desse sistema. Como consequência, outras tecnologias proporcionadas pelo Governo Federal, quase obsoletas por falta de atualização, foram abordadas: as lousas digitais.

A nova atualização, aqui disponibilizada, teve a preocupação de unificar todas as tecnologias dentro de um sistema operacional PADRÃO COM UMA DISTRIBUIÇÃO LINUX CONVENCIONAL, ISTO É, QUE NÃO FOSSE EXCLUSIVA PARA EDUCAÇÃO onde:

A- Não houvessem variações de manuseio de uma tecnologia para outra, tanto para o profissional como o aluno;

B- Interface amigável e de pouca manutenção;

C- Pouca necessidade de capacitação;

D- Segurança.

Dentre as modificações realizadas no instalador stable_install_003 podemos citar:

1- Compatibilidade com sistemas 32 ou 64 bits;

2- Instalador para Lousa Portátil: Lousa Digital Portátil MEC-FNDE/PREGÃO 72/2011;

3- Instalador para Lousa Fixa: LOUSA DIGITAL TOUCH BOARD II;

4- Instalador para PCs de um terminal e netbooks.

 

A principal vantagem de usar essa “alternativa” é que o suporte não depende apenas da equipe desenvolvedora do Linux Educacional. Democraticamente ele abrange toda a comunidade que usa o Xubuntu.

 

Link do instalador: https://mega.nz/#!XlhhHIgb!GVVLNWOWDsadyKmj2Hl_32wUQIcoP-jzsiB4EwaGQlE

 

Favor ler os respectivos manuais antes de executar o instalador!

 

Equipe VOLUNTÁRIA do STI:

 

 

 

Renan Calliari, Cirurgião-Dentista

Leandro Lima, Infraestrutura e Manutenção